Mensagem do Presidente

Caros (as) Pereirenses! 
 
É com grande entusiasmo que dou as boas vindas a todos aqueles que visitam o portal da Junta de Freguesia da Vila de Pereira.
 
As novas tecnologias da informação e da comunicação são um instrumento essencial da sociedade, aproximando pessoas e lugares. Pretendemos, por isso, que este seja um portal dinâmico e de participação ativa dos cidadãos, que se torne uma ferramenta imprescindível na divulgação das atividades e dia-a-dia da freguesia e, ao mesmo tempo, de divulgação dos conteúdos da Junta de Freguesia. Um espaço que nos aproxime e contribua mais e mais para o reforço da nossa identidade enquanto comunidade.
 
Vivemos em tempos exigentes, tornando-se fundamental manter um diálogo próximo e ancorado numa confiança baseada na proximidade entre os cidadãos e a Junta de Freguesia, permitindo uma atuação ativa e transparente. Saber viver com todos e para todos é uma tarefa permanente, para além de também exigente e que só poderá ser superada se se estabelecer esta relação de confiança onde o freguês se sente no dever de vir à sede da sua Junta debater os problemas com que se depara e não publicá-los numa rede social, onde eles possam não ter qualquer resolução possível.
 
Tenho plena consciência que o nosso trabalho enquanto Junta de Freguesia, só terá sucesso se as nossas políticas forem o resultado de uma vontade colectiva e participativa.
 
E, porque sem passado não existe presente, não nos esqueceremos da salvaguarda de todos esses testemunhos que fizeram de Pereira aquilo que é hoje. Como tal, não poderia deixar de referir as Queijadas de Pereira que tornam a nossa freguesia conhecida pelo país fora.
 
Assim, conto com o contributo de todas as entidades públicas e privadas que actuam na nossa Freguesia, para que esta legítima vontade consiga fazer o seu caminho. O meu compromisso e o do Executivo que lidero será, acima de tudo, o de ter uma actuação que se paute pela sua transparência e rigor.
 
Faremos todos os esforços para alcançarmos os nossos objetivos de desenvolvimento da freguesia, com a consciência, porém, de que estaremos sempre longe do que é necessário e do que nós desejamos para o bem da nossa freguesia.
 
Um bem haja a todos!